IATS e Fundmed RS lançam curso sobre Value-Based Health Care (VBHC)

Curso que acontece em agosto deste ano está com as inscrições abertas até 15 de junho

O IATS, em parceria com a Fundação Médica do Rio Grande do Sul, oferecerá o curso “Introdução à Value-Based Health Care – Teoria e Aplicações Práticas”. Com carga horária de 15 horas, o curso será realizado de 2 a 6 de agosto de 2021, com sessões síncronas das 18h30min às 21h.

O curso é recomendado a todos os profissionais e estudantes de pós-graduação que buscam o conhecimento sobre o conceito Value-Based Health Care e métodos de gestão de organizações de saúde contemporâneos.

Um dos diferenciais do curso é a composição do corpo docente por professoras doutoras que possuem certificação Green Belt em VBHC pelo Value-Based Health Care Centre Europe: Prof. Carisi Anne Polanczyk, médica, professoras da UFRGS, pesquisadora e coordenadora do IATS; Prof. Gisele Nader Bastos, médica, gerente de educação médica do Hospital Moinhos de Vento e professora associada do Departamento de Saúde Coletiva da UFCSPA; e Prof. Ana Paula Beck da Silva Etges, engenharia de produção, professora da PUCRS e pesquisadora do IATS. O objetivo do curso é proporcionar conhecimento em VBHC a profissionais que atuam com gestão e economia da saúde no Brasil.

O conceito de VBHC surgiu em 2010, nos Estados Unidos, com o objetivo de se melhor utilizar e direcionar os recursos disponíveis considerando as condições clínicas individuais dos pacientes, sendo valor definido como os desfechos de saúde percebidos pelos pacientes para cada dólar gasto para proporcionar esses desfechos. Desde o seu surgimento avanços em aplicações de sucesso veem sendo observados mais concentrados nos Estados Unidos, Holanda, Alemanha e Suécia. No Brasil, ainda se caminha a passos mais lentos, mas passada uma década desde a proposição dos conceitos há um movimento mais forte no país principalmente voltado a necessidade de o sistema redesenhar modelos de remuneração, aponta Ana.

“Implementar a Value Based Health Care requer uma mudança cultural entre e nas organizações que compõem o sistema de saúde, indústria, prestadores, operadoras, agências reguladoras e o governo. Proporcionar educação, fundamentada no conceito original da Escola de Negócios de Harvard, às pessoas que são os agentes de mudança nessa trajetória é um passo de extrema importância para que essa transformação do sistema público e suplementar no Brasil comece a acontecer com responsabilidade”, afirma Ana.

O curso está com as inscrições abertas até 15 de junho pelo site do IATS. As vagas são limitadas.

Comentários desativados