Aplicativo de gerenciamento interdisciplinar do diabetes na melhoria de indicadores de qualidade de atendimento ao paciente com Diabetes Mellitus tipo 2 na Atenção Primária: um ensaio clínico randomizado

Apresentação

O objetivo é descrever e analisar aspectos clínicos, epidemiológicos e econômicos da Síndrome Respiratória Aguda Grave no Brasil. O presente projeto utilizará como primeira abordagem metodológica um estudo descritivo dos casos de SRAG notificados no SINAN Influenza Web em território nacional, no período de 2014 a 2020. A fase inicial desta etapa consistirá na organização e avaliação da qualidade dos bancos de dados, análise descritiva que incluirá a dinâmica espaço-temporal, estimando as taxas de incidência, de mortalidade e de letalidade para o Brasil. Na segunda etapa será realizado um estudo de coorte analítico, dinâmico e não concorrente, com o objetivo de identificar fatores associados ao óbito por SRAG. Serão incluídos todos os casos que cumpram a definição de caso de SRAG estabelecida pelo Ministério da Saúde. A terceira abordagem do projeto consistirá em uma avaliação econômica parcial do tipo custo de doença, baseada em dados de notificação de casos SRAG no Brasil, onde serão estimados custos diretos e indiretos.

O envelhecimento populacional e a crescente prevalência de obesidade e de sedentarismo refletem em um aumento progressivo do número de indivíduos com Diabetes Mellitus. A natureza crônica do DM, a gravidade das complicações e os meios necessários para controlá-las também tornam essa doença onerosa para o sistema de saúde. Estudos apontam que, em países latino-americanos, os custos decorrentes da perda de produção pela presença de DM podem ser cinco vezes maiores que os custos diretos provocados pela doença, o que poderia ser explicado pelo acesso limitado à boa assistência à saúde e ao controle irregular da doença. Apesar dos indicadores de qualidade no cuidado do DM serem amplamente conhecidos, os serviços de saúde ainda falham em atingir parâmetros mínimos de qualidade na maior parte dos pacientes, principalmente na APS.

O objetivo é incorporar o “Aplicativo do diabetes” na rotina assistencial do paciente com diabetes e avaliar o impacto de seu uso em indicadores de qualidade no atendimento ao DM na atenção primária. Serão selecionados para o estudo adultos e idosos com DM 2 que realizem acompanhamento regular na Unidade Básica de Saúde Santa Cecília e no Centro de Extensão Universitária Vila Fátima. Serão incluídos indivíduos com diagnóstico de DM 2 de idade maior ou igual a 18 anos que realizam acompanhamento regular, com pelo menos 2 consultas anuais no serviço de saúde durante 2 anos. O estudo é um ensaio clínico randomizado 1:1 não cegado comparando a presença de indicadores de qualidade no cuidado do DM entre um grupo que participará do Aplicativo do Diabetes vs. grupo controle. A avaliação inicial incluirá revisão de prontuário, análise de exames laboratoriais recentes, um exame físico e aplicação do questionário B-PAID. Será solicitada uma coleta laboratorial.

O Aplicativo do Diabetes será divido em 5 seções: Educação do paciente, Glicemia capilar, Rotina de Atendimento, Registro Médico e Avaliação dos pés. Para a avaliação final, será analisado o aplicativo do grupo intervenção para análise, aplicado um questionário para avaliar a percepção do paciente referente a abordagem nas consultas realizadas. Por fim, será aplicado novamente o questionário B-PAID, será aferida a pressão arterial e realizada a solicitação de exames laboratoriais para avaliação da HbA1c e perfil lipídico. O desfecho primário avaliado será o percentual obtido de indicadores de qualidade de atendimento contemplados na assistência ao paciente com DM ao final de 1 ano de acompanhamento na atenção primária à saúde. Serão necessários 378 participantes (189 no grupo controle vs. 189 no grupo intervenção) para um estudo com poder de 80% e alfa de 0.05. As análises estatísticas de resultados incluirão Qui-quadrado para variáveis categóricas e teste t para variáveis contínuas. Com o projeto proposto, será possível avaliar o impacto do uso do Aplicativo do Diabetes em indicadores de qualidade de atendimento no DM na atenção primária em nosso meioObjetivo: Descrever e analisar aspectos clínicos, epidemiológicos e econômicos da Síndrome Respiratória Aguda Grave no Brasil. Métodos: O presente projeto utilizará como primeira abordagem metodológica um estudo descritivo dos casos de SRAG notificados no SINAN Influenza Web em território nacional, no período de 2014 a 2020. A fase inicial desta etapa consistirá na organização e avaliação da qualidade dos bancos de dados, análise descritiva que incluirá a dinâmica espaço-temporal, estimando as taxas de incidência, de mortalidade e de letalidade para o Brasil. Na segunda etapa será realizado um estudo de coorte analítico, dinâmico e não concorrente, com o objetivo de identificar fatores associados ao óbito por SRAG. Serão incluídos todos os casos que cumpram a definição de caso de SRAG estabelecida pelo Ministério da Saúde. A terceira abordagem do projeto consistirá em uma avaliação econômica parcial do tipo custo de doença, baseada em dados de notificação de casos SRAG no Brasil, onde serão estimados custos diretos e indiretos.

Status: Em Andamento
Início: Janeiro/2021

Conclusão Prevista: Dezembro/2022
Eixo temático: Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus, Obesidade, Terapias

Eixo metodológico: Ensaios Clínicos Randomizados
Fonte de fomento:
FIPE-HCPA
Instituição coordenadora:
UFRGS

Instituições participantes:
UFRGS

PUCRS
Coordenação: 
Beatriz D. Schaan (UFRGS)


Integrantes:

Gabriela Teló (PUCRS)
Josiane Schneiders (UFRGS)
Fernanda Rodrigues Costa (UFRGS)
Janine Alessi (UFRGS)

Em Andamento