Avaliação do risco de infecção pelo SARS-CoV-2 entre auxiliares e técnicos de enfermagem no atendimento a pacientes com COVID-19 na Região Metropolitana do Recife

Apresentação

Em março de 2020, foi declarada pela OMS a pandemia global da COVID-19, doença causada pelo Coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2 (SARS-CoV-2). O vírus se dissemina principalmente por contato com secreções respiratórias ou aerossóis, podendo causar desde infecção assintomática até o óbito. No Brasil, até o dia 10 de maio de 2021, foram confirmados 15,2 milhões de casos e 422.340 óbitos pela COVID-19. Por estarem diariamente expostos ao risco de infecção, profissionais de saúde são particularmente vulneráveis à doença. Destes, os auxiliares e técnicos de enfermagem são a categoria mais afetada, totalizando 29,7% dos casos e 24,7% dos óbitos por COVID-19 entre profissionais de saúde. O objetivo deste projeto é analisar o risco de infecção pelo SARS-CoV-2 entre auxiliares e técnicos de enfermagem em relação ao grau de exposição à doença e uso de EPIs durante o período pandêmico. Para isso, serão estimadas a incidência de COVID-19 entre esses profissionais nos diferentes setores de assistência e as taxas e duração de absenteísmo devido à COVID-19. A partir disso, será analisada a associação do número de hospitalizações por COVID-19 e do tempo de afastamento do trabalho aos níveis de exposição laboral à doença e de frequência de uso de EPIs entre os profissionais.

Será avaliada uma coorte de auxiliares e técnicos de enfermagem que realizam atendimento a casos de COVID-19 em instituições públicas ou privadas da Região Metropolitana do Recife. A amostragem seguirá a técnica Respondent-Driven Sampling (RDS) e terá início a partir de cinco indivíduos “sementes”. Cada um deles deverá indicar o contato de mais cinco profissionais que atendam aos critérios de elegibilidade do estudo, e assim sucessivamente. O recrutamento dos participantes será feito pelo aplicativo WhatsApp e a coleta de dados será feita por meio de um questionário de avaliação dos riscos, seguido de três questionários de monitoramento da saúde (após 2, 4 e 6 meses). Todos os questionários estarão disponíveis na página eletrônica Fique Seguro. Os dados coletados serão armazenados e gerenciados na plataforma REDCap.

Serão analisadas as seguintes variáveis de exposição: sexo, idade, comorbidades clínicas, local de trabalho, setor de trabalho, número de lugares em que trabalha, uso de EPIs recomendados, status de vacinação do profissional, procedimentos realizados e exposição por acidentes com material biológico. As variáveis de desfecho avaliadas serão: infecção pelo SARS-CoV-2, mudança de setor, afastamento do trabalho, tempo de afastamento e hospitalização. Os resultados deste estudo terão aplicação direta no desenvolvimento de ações destinadas ao cuidado dos profissionais de saúde nesta e em futuras situações de emergência em saúde no estado de Pernambuco. Além disso, o estudo permitirá comparar os resultados locais aos de outras regiões metropolitanas incluídas no protocolo multicêntrico “Avaliação dos riscos de profissionais de saúde que cuidam de pessoas com COVID-19” (Belém, Fortaleza, Porto Alegre e São Paulo). As metas deste estudo ainda incluem adaptar o Guia da OMS para Avaliação de Riscos de Profissionais de Saúde à COVID-19 para o contexto regional e monitorar a disponibilidade de EPIs e os protocolos de testagem dos profissionais de saúde na RMR durante a pandemia de COVID-19, bem como validar o uso da página eletrônica Fique Seguro como ferramenta de vigilância epidemiológica.

Links relacionados:

JC. Segurança e saúde mental de profissionais de saúde são tema de pesquisa da Fiocruz: https://jc.ne10.uol.com.br/pernambuco/2020/08/11965659-seguranca-e-saude-mental-de-profissionais-de-saude-sao-tema-de-pesquisa-da-fiocruz.html

Status: Em andamento
Início: Março/2021
Conclusão prevista: Fevereiro/2023
Eixo temático: Doenças Infecciosas e Tropicais
Eixo metodológico: Pesquisas Epidemiológicas
Fonte de Fomento:
CAPES
Instituição coordenadora:
UPE
Instituções participantes:
UPE
IAM-Fiocruz
Coordenadores:
Celina Maria Turchi Martelli (IAM-Fiocruz)

Maria de Fátima Pessoa Militão de Albuquerque (IAM-Fiocruz)
Ulisses Ramos Montarroyos (UPE)
Integrantes: 
Cláudio Luiz de França Neto (UPE
)

Em Andamento