Custos reais e proposição científica de estratégia de remuneração em formato de bundled para o tratamento do SARS-CoV-2 no Brasil

Apresentação

Os recursos são finitos e, por isso, o sistema de saúde precisa operar com eficiência para que possa atender a uma maior parcela da população com qualidade e segurança sem causar um colapso. A doença causada pelo SARS-COV-2 (COVID-19) evidenciou a relação constante entre saúde e economia e para que ao longo do tempo a assistência em saúde se mantenha de forma sustentável, é necessário conhecer o custo que o tratamento hospitalar representa para as instituições, e a partir desta informação propor estratégias de reembolso nas perspectivas de saúde pública e saúde suplementar que reflitam a realidade brasileira.

Como continuidade ao projeto Registro hospitalar de pacientes com doença causada pelo SARS-CoV-2, este estudo tem por objetivo gerar informações sobre custo real e seus determinantes do manejo de pacientes com SARS-COV-2 para subsidiar cientificamente estratégias de reembolso em formato de bundled nas perspectivas de saúde pública e suplementar.


O estudo contempla a análise de custos reais por técnica de microcusteio para criar os valores de referência de custos considerando as comorbidades e complexidade clínica dos pacientes. Serão analisados dados de consumo de recursos pelos pacientes internados com SARS-COV-2 nos hospitais participantes do projeto de Registro hospitalar de pacientes com doença causada pelo SARS-CoV-2 a partir de revisão de evoluções clínicas e de dados administrativos da instituição. Também serão coletados dados financeiros e institucionais através de formulários disponibilizados às instituições. A união dos bancos de dados do registro clínico, financeiros e de consumo de recursos por paciente formará a base de dados para análise de custos reais hospitalares no Brasil.

Análises de estatística descritiva e comparações entre grupos, utilizando análise multivariada de dados serão utilizadas para identificar valores de referência de custo hospitalar. Adicionalmente, os Diagnosis-related groups (DRG) estabelecidos para tratamento de infecção das vias aéreas superiores serão usados para classificar os pacientes em nível de risco e consumo de recursos para a proposição de um bundled de pagamento para o SARS-COV-2 no Brasil. A definição dos bundles por classificação de DRG contemplará a expectativa de desfechos clínicos e de processo. Faixas de remuneração serão atribuídas para cada nível de classificação e desempenho esperado em desfechos clínicos e de processo. Paralelamente, a literatura de proposição de modelos de remuneração para o tratamento do SARS-COV-2 (COVID-19) será continuamente monitorada para que o modelo brasileiro se assemelhe a de outros países.

Uma plataforma de Business Intelligence será desenvolvida para proporcionar a acessibilidade das informações à população e aos gestores de saúde, e o protocolo de orientação de coleta de dados para análises de custos será disponibilizado online para uso em múltiplos centros no país. Além dos produtos entregues, as informações geradas pelo estudo serão documentadas em formato de artigos científicos, permitindo que as informações econômicas brasileiras sejam consultadas internacionalmente e possam orientar estratégias sustentáveis de gestão econômica do tratamento do SARS-COV-2 (COVID-19) em múltiplos países.

Status: Em andamento
Início: Maio/2020

Conclusão Prevista: Maio/2022
Eixo temático: Doenças Infecciosas e Tropicais Serviços de Saúde e Políticas Públicas

Eixo metodológico: Análises Econômicas
Fonte de Fomento:
IATS (FAPERGS)
CNPq
Instituição coordenadora:
IATS

Instituições participantes:
Hospital das Clínicas de Porto Alegre
Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo
Hospital das Clínicas da Universidade de Pernambuco
Hospital Moinhos de Vento
Hospital Tacchini
Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Pronto Socorro Cardiológico Universitário de Pernambuco (PROCAPE)
Hospital SOS Cárdio
Hospital Regional do Oeste
Hospital Nossa Senhora da Conceição. 
Harvard Business School
Coordenação: 
Carisi Anne Polanczyk


Integrantes:
Ana Paula Beck da Silva Etges
Ricardo Bertoglio Cardoso
Karen Brasil Ruschel
Milena Marcolino
Junaid Nabi
Syed Shehab


Pesquisadores nos hospitais participantes: 
Ana Paula Coutinho (Hospital de Clínicas de Porto Alegre)
Elayne Crestani Pereira (Hospital SOS Cárdio de Florianópolis / Dissertare Assessoria Científica / Universidade do Sul de Santa Catarina)
Fernando Anschau (Grupo Hospital Nossa Senhora da Conceição)
Filipe Carrilho (Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco)
Giovanna Vietta (Hospital SOS Cárdio de Florianópolis)
Gisele Alsina Nader Bastos (Hospital Moinhos de Vento)
Joanna d’Arc Lyra Batista (Universidade Federal da Fronteira Sul)
José Miguel Chatkin (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)
Juliana da Silva Nogueira (Universidade Federal de Pernambuco)
Leila Moreira (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Luciana Haddad (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo)
Luciane Kopittke (Grupo Hospital Nossa Senhora da Conceição)
Maiara Floriani (Hospital Moinhos de Vento)
Marília Teixeira de Siqueira (Pronto Socorro Cardiológico Universitário de Pernambuco – PROCAPE)
Patrícia Ziegelmann (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Petrônio José de Lima Martelli (Universidade Federal de Pernambuco)
Roberta Pozza (Hospital Tacchini)
Umbelina Cravo Teixeira Lagioia (Universidade Federal de Pernambuco)

Em Andamento