Treinamento físico combinado e educação em saúde para idosos com hipertensão arterial: um ensaio clínico randomizado e multicêntrico

Apresentação

A hipertensão arterial sistêmica é uma condição de saúde com alta prevalência na população brasileira, especialmente em idosos. Níveis não controlados de pressão arterial estão associados com importante aumento no risco de eventos cardiovasculares e cerebrovasculares. Por outro lado, o controle dos níveis pressóricos populacionais diminui a mortalidade e os eventos cardiovasculares, gerando reduções de gastos e aumento da qualidade de vida da população. Diversas evidências demonstram eficácia do exercício físico crônico, principalmente o exercício aeróbico, no tratamento da hipertensão arterial. Porém, embora a combinação de estímulos aeróbicos e de força seja amplamente recomendada para induzir benefícios neuromusculares e cardiorrespiratórios frente ao envelhecimento, evidências sólidas para a população hipertensa são escassas. Neste sentido, o presente projeto descreve um ensaio clínico randomizado, no qual busca-se avaliar os efeitos de um programa de treinamento combinado pragmático, com pouca necessidade de maquinário específico, comparado a um programa de educação em saúde, nos níveis de pressão arterial ambulatorial de idosos hipertensos. A amostra consistirá de 184 idosos, divididos em dois centros de execução (Pelotas e Porto Alegre).

A randomização será em razão 1:1, e as intervenções terão 12 semanas de duração, com 3 sessões por semana de treinamento combinado, e 1 encontro por semana para o grupo de educação para a saúde. Para analisar os efeitos destas intervenções de forma abrangente, serão realizadas avaliações iniciais e finais de variáveis relacionadas com a pressão arterial ambulatorial (desfecho primário), aptidão física, função vascular e autonômica, e aspectos emocionais e cognitivos (desfechos secundários). Nossa hipótese, bem como o cálculo amostral e o plano de análise estatística (por intenção de tratar), baseiam-se na expectativa de superioridade do programa de treinamento combinado em comparação com o grupo de educação em saúde, especialmente para níveis pressóricos, capacidade funcional e qualidade de vida. O presente projeto de pesquisa foi desenhado e será conduzido por equipe multidisciplinar, seguindo aspectos éticos e protocolos metodológicos recomendados em ensaios clínicos. Espera-se que este estudo randomizado e multicêntrico produza evidências de alto mérito científico e repercussão mundial, com informações relevantes aos profissionais de saúde, gestores, e à população de idosos. Por fim, o projeto fornecerá evidências com aplicabilidade potencial não somente no SUS, mas também em outros programas de prevenção/tratamento da saúde.

Publicações relacionadas:

UMPIERRE, D. M. et al. The “Hypertension Approaches in the Elderly: a Lifestyle study” multicenter, randomized trial (HAEL Study): rationale and methodological protocol. BMC Public Health, v. 19, n. 657, p.1-13, 2019. Link.

Links relacionados:

HCPA. Pesquisa recruta idosos com hipertensão: https://www.hcpa.edu.br/1084-pesquisa-recruta-idosos-com-hipertensao

Status: Em andamento
Início: Novembro/2017

Conclusão Prevista: Agosto/2021
Eixo temático:
Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus, Obesidade, Terapias

Eixo metodológico: Ensaios Clínicos Randomizados
Fonte de Fomento:
CNPq
FAPERGS 
CAPES
FIPE
Instituição coordenadora:
Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Instituições participantes:
Universidade Federal de Pelotas
Coordenação: 
Daniel Umpierre de Moraes (UFRGS)
Lucas Porto Santos (UFRGS)


Integrantes:
Cíntia Ehlers Botton (IATS)
Eurico Nestor Wilhelm (UFPel)
Lucas Helal (UFRGS)
Gustavo Zaccaria Schaun/ Universidade Federal de Pelotas
Gustavo Dias Ferreira/ Universidade Federal de Pelotas
Angélica Trevisan De Nardi (UFRGS)
Lucinéia Orsolin Pfeifer (UFRGS)
Nórton Luís Oliveira (IATS)
Anderson Donelli da Silveira (HCPA)
Carisi Anne Polanczyk (IATS)
Graciele Ferreira Mendes (UFPel)
Hirofumi Tanaka (Universidade de Connecticut)
Leonardo Alves (IATS)
Leony Galliano (UFPel) 
Linda S. Pescatello (Universidade do Texas em Austin)
Maria Laura Brizio (UFPel)
Patrícia Martins Bock (FACCAT)
Paula Campelo (UFPel)
Ruy Silveira Moraes (HCPA)
Marlos Rodrigues Domingues (UFPel)
Beatriz D. Schaan (HCPA)
Cristine Lima Alberton (UFPel)
Stephanie Santana Pinto (UFPel)
Elisa Portella (UFPel)
Héctor Ferreira (UFPel)
Larissa X. N. da Silva (IATS)
Bruna Góes Moraes (UFRGS)
Akemy Kawany Neubert Kamitoyo (UFRGS)
Raíssa Borges Monteiro (HCPA)

Em Andamento