Pesquisadores do IATS integram debates do PROADI-SUS no Hospital Moinhos de Vento

Pesquisadora Ana Paula Etges abordou o desenvolvimento obtido em seis anos de pesquisa relacionada ao tema da saúde baseada em valor

A participação do INCT IATS no evento Cuidados de Saúde Baseados em Valor, promovido pelo Hospital Moinhos de Vento (HMV) e o Ministério da Saúde, por meio do PROADI-SUS, teve apresentação da pesquisadora Ana Paula Etges, que falou sobre o desenvolvimento obtido em seis anos de pesquisa relacionada ao tema, cujas ações ocorrem em cooperação entre o IATS e o HMV.

Luciane Cruz introduz fala de Ana Paula aos convidados

Ana Paula destacou os estudos realizados sobre custos reais em quatro frentes: angioplastias coronarianas, colecistectomias, AVCs isquêmicos e cirurgia de prótese do quadril. A pesquisadora apontou que o conceito de valor, dentro da perspectiva da metodologia VBHC e das ferramentas TDABC desenvolvidas a partir dela, tem sido estabelecido como uma relação entre o desfecho esperado pelo paciente (melhor atendimento) e o custo demandado ao prestador para atingir este desfecho satisfatório.

“Olhando para o Brasil e o mundo, há vários exemplos bem sucedidos de instituições e operadoras que passaram a analisar o custo em todas as etapas da cadeia. Contudo, permanece um desafio medir os custos. Por isso nosso empenho em produzir análises cada vez mais acuradas”, indicou.

Segundo Ana Paula, a apuração mais precisa de custos pode influenciar em economia para serviços, podendo, futuramente, ser utilizada em escalas maiores aos próprios sistemas de saúde, com incorporação de eficiência em processos, redução de tempo do profissional em cada atividade e diversas outras aplicações.

Coordenadora do INCT IATS, a professora Carisi Anne Polanczyk ingressou nos debates destacando o projeto Olhar Gaúcho ou Teleoftalmo, realizado em parceria entre IATS, TelessaúdeRS e HMV/PROADI, que criou uma experiência de clínicas a distância para serviços de oftalmologia, no qual uma central de especialistas passou a oferecer suporte aos médicos das UBS.

“O interessante deste projeto é o entendimento de que não existia oftalmologistas suficientes, uma fila de espera significativa para atendimento e o projeto possibilitou a atenção onde não havia a oferta do serviço à população. E o projeto, em si, possibilitou a avaliação do quanto impactou nos desfechos e quanto custou. Foi um projeto bem sucedido, pois foi possível reduzir a fila de espera, analisar os custos e, mais que isso, perceber a melhoria na qualidade da prestação através da satisfação das pessoas”, exemplificou.

Além de Carisi e Ana Paula, o evento também contou com participações da Dra. Luciane Nascimento Cruz e do Prof. Erno Harzheim, ambos pesquisadores do INCT IATS.

Assista ao vídeo do evento completo:

Editor: Luiz Sérgio Dibe

Comentários desativados