Série “Ciência com a Mão na Massa”: IATS apresenta atualização científica do projeto Linhas de Cuidado

Projeto é desenvolvido pelo Ministério da Saúde em parceria com o IATS

No segundo relato da Série “Ciência com a Mão na Massa”, o INCT IATS apresenta uma atualização do Projeto de Desenvolvimento de Linhas de Cuidado para a Saúde no Brasil, cujo objetivo é desenvolver linhas de cuidado em formato digital, estabelecendo o fluxo de atendimento dos pacientes em todos os níveis de atenção em saúde, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Na prática, cada linha de cuidado (22 compõem o projeto) poderá, de acordo com sua implementação, auxiliar no dia a dia dos profissionais de saúde e usuários do sistema, resultando, por exemplo, em melhores estratégias para utilização e racionalização sobre o direcionamento de recursos estruturais, humanos e materiais da saúde pública do Brasil.

Seis delas estão em estágios avançados e intermediários de desenvolvimento. Confira na imagem e na listagem abaixo:

Gráfico e lista: informações atualizadas pela equipe do projeto em 1º de outubro

1- Linha de Cuidado do AVC no Adulto: em fase de homologação no site do MS;
2- Linha de Cuidado da Hipertensão Arterial Sistêmica no Adulto: em fase de homologação no site do MS;
3- Linha de Cuidado do Diabetes Mellitus Tipo 2 no Adulto: em fase final de programação;
4- Linha de Cuidado da Obesidade no Adulto: em fase de validação do MS e Instituições/Sociedades da área (colaboradores externos);
5- Linha de Cuidado do Câncer do Colo do Útero: em desenvolvimento do protótipo navegável;
6- Linha de Cuidado do Câncer de Mama: em desenvolvimento do conteúdo com equipe IATS e especialistas.

O desenvolvimento, explica uma das coordenadoras científicas do projeto, pesquisadora Karen Brasil Ruschel, tem como foco definir “o melhor roteiro” a ser seguido na gestão de um serviço de saúde, apresentando os caminhos da assistência, com base na pesquisa sobre a infraestrutura de saúde e na seleção das principais evidências relacionadas a cada ponto da estrutura e nível de atendimento.

Cabe ao INCT IATS consolidar tais informações, de forma compilada e de fácil interpretação, de acordo com a metodologia científica estabelecida pelos pesquisadores envolvidos na atividade, em um sistema digital, possível de ser aberto nas principais plataformas e acessado por profissionais de saúde, pesquisadores, administradores de serviços, estudantes de saúde e até mesmos pacientes e seus familiares, a qualquer momento, desde o planejamento das ações, até o próprio ato de atendimento ao paciente.

22 temáticas desafiam os pesquisadores

As 22 temáticas de saúde que compõem o projeto também representam alguns dos principais desafios de saúde no Brasil: hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, obesidade, doença renal crônica, tabagismo, álcool, depressão (risco de suicídio no adulto), ansiedade, insuficiência cardíaca, dor torácica (diagnóstico diferencial da cardiopatia isquêmica), pré-natal, puericultura, asma (no adulto e na infância), doença pulmonar obstrutiva crônica, tuberculose, hepatites virais, HIV/Aids, demência, lombalgia, câncer de colo de útero e câncer de mama.

Como tratam-se de informações científicas demandadas pelo Ministério da Saúde, elas serão apresentadas à sociedade, no seu formato final, pelo órgão governamental. Na apresentação do projeto, realizada em cerimônia ocorrida em dezembro de 2019, foi divulgado que o produto deverá tornar-se disponível virtualmente para utilização de todos os brasileiros.

“Poderá ser acessado por computador, smartphones, tablets, permitindo a utilização da ferramenta no momento do atendimento ao paciente. Também estará disponível em formato PDF para download e impressão. Todas as linhas contemplarão também uma página específica para o paciente e para os gestores em saúde. As Linhas de Cuidado serão desenvolvidas em formato digital, de acesso fácil, disponível no site do Ministério da Saúde”, foi anunciado à época do lançamento.

Comentários desativados